Para curtir – e muito – o Halloween

31 de outubro de 2017

Halloween é mesmo uma festa incrível! Para inspirar vocês, fiz algumas ideias de produções especiais para essa data. Para este ensaio, escolhi um vestido de festa da Anna Waff Collection que é lindo e pode ser usado para várias ocasiões! O acessório de cabeça, que há muito tempo eu queria usar, faz parte do meu acervo. O look ficou perfeito para a fantasia de viúva, não acham?

 

Para a outra fantasia, de vampira, usei um vestido roxo e loquei uma capa preta. Também curti muito esse look!

 

Outra ideia legal é fazer aquelas maquiagens que parecem ferimentos. Para quem não sabe fazer maquiagem artística, tenho uma dica muito bacana! Usei um produto chamado Slug, que pode ser encontrado em lojas de fantasias. Também é possível fazer esse efeito com a técnica do papel machê.

História do Halloween

Você sabia? O Dia das Bruxas surgiu entre 1500 e 1800 e é conhecido mundialmente como um feriado celebrado principalmente nos Estados Unidos, em que é chamado de Halloween. Na celebração, tradições cristãs e pagãs acabaram se misturando.

No Brasil, como em outros países, a data é celebrada  com a divertida brincadeira de pedir doces de porta em porta, se vestir com fantasias assustadoras e ir em festas com os amigos, com maquiagens artísticas e fantasias.

Curiosidades

Uma das tradições do Dia das Bruxas era a de prever o futuro – previa-se a data da morte de uma pessoa ou o nome do futuro marido ou mulher. Um escocês chamado Robert Burns escreveu um poema com o nome “Halloween”, em 1786, sugerindo maneiras que uma pessoa jovem poderia descobrir quem seria seu grande amor.

Outro costume dessa data era que as igrejas tocavam seus sinos, às vezes, por toda a noite. Nem mesmo o rei Henrique 3º e a rainha Elizabeth conseguiram impedir esse rito.

A agricultura era muito envolvida nesses rituais. Fogueiras eram usadas para celebrar o fim da colheita no Samhain (festa que durava três dias), queimando o joio. O sentido do ritual era repelir a bruxaria, peste negra ou, ainda, simbolizar o rumo a ser seguido pelas almas cristãs no purgatório. Pedir ao demônio para mostrar o rosto de seu futuro amor, pescar com  a boca maçãs marcadas com iniciais de suas paixões, “ler” cascas de noz etc. eram outras ações.

Tá, mas e como tudo isso chegou à América?

Em 1845,  com a “Grande Fome”, 1 milhão de pessoas foram forçadas a imigrar para os Estados Unidos levando suas histórias e tradições. Foi então que surgiu a brincadeira de pedir “doces ou travessuras” nas casas e a abóbora passou a ser um símbolo dessa comemoração.

Outra curiosidade ligada à data foi a dramatização de “A guerra dos mundos” (H. G. Wells), feita na rádio por Orson Welles, e que entrou para a história por causar pânico nos ouvintes na véspera do Dia das Bruxas de 1938. Para celebrar o Halloween, a rede norte-americana CBS fez uma edição especial do programa Mercury Theater on the Air, que a cada semana adaptava um livro para o rádio. A história escolhida aborda uma invasão alienígena.

 

 

Decoração

O Halloween também pede uma decoração especial, principalmente se você for receber amigos em casa. Primeiramente, pense nas cores para basear sua decoração. Boas opções são as combinações que envolvem laranja e preto ou lilás e preto, mas você pode soltar a imaginação e definir as cores que, para você, tenham relação com temas dessa festa como bruxaria, histórias macabras, fantasmas e por aí vai.

Com as cores em mente, pense que você pode decorar o ambiente de maneira descontraída e divertida. De guardanapos de papel, toalhas, cortinas a enfeites como lanternas de abóbora, caveirinhas, vassouras “voadoras”, crucifixos, velas e bexigas podem dar o tom da festa. Sem falar nas comidinhas! Bolos, docinhos, marshmallow, sanduíches – tudo pode ganhar forma ou ser decorado com temas relacionados a monstros, bruxas, múmias, zumbis, vampiros etc.

Outra ideia interessante é distribuir máscaras para seus amigos, com personagens clássicos como fantasmas ou a tão temida cabeça de abóbora.

Comprar caldeirões (você pode encontrar em lojas de artigos para festas) e encher de doces ou de pipoca pode ser uma ideia para simplificar o trabalho. Quanto às bebidas, invista em sucos vermelhos e groselha – que lembram sangue – e com certeza ajudarão a manter o clima.

Enfim, o legal é deixar a criatividade tomar conta e aproveitar para se divertir pra valer com seus amigos!

 

 

Um comentário em “Para curtir – e muito – o Halloween”

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.