Descobertas em São Petersburgo – vem comigo!

6 de julho de 2018

Cheguei à Rússia – mais precisamente em São Petersburgo – em plena Copa do Mundo 2018. A cidade, que hospeda cinco seleções mundiais de futebol, é declarada como patrimônio mundial pela Unesco e, sim, o título é realmente merecido! Quarta maior cidade da Europa e segunda maior da Rússia, Petersburgo (como também é chamada) fica às margens do rio Neva e é conhecida como a “Veneza do Norte”.

Os canais de São Petersburgo realmente lembram muito Veneza e os principais prédios históricos da cidade foram projetados por arquitetos italianos. Agora dá para entender o apelido, certo?

Outra coisa interessante é que a cidade vem passando por um processo de elevação de maneira artificial, para evitar riscos de enchente. Imagina só quanta tecnologia! O local tem a segunda maior população do país – são quase 5 milhões de habitantes. Agora dá uma olhada nas informações, atrações e curiosidades que você pode encontrar por aqui!

Moeda e idioma

A moeda vigente em São Petersburgo é o rublo russo. É possível conferir a conversão monetária no site do Banco Central. Numa conversão feita neste mês, 1 real equivale a 16,77 rublos. Já 1 dólar americano corresponde a 62,14 rublos (consulta feita em 14 de junho).

O idioma do país é o russo. Nos principais pontos turísticos e hotéis, funcionários também falam o inglês. Mas, na maioria dos lugares os turistas são obrigados a arriscar um pouco a comunicação no idioma russo ou até mesmo apelar para a mímica! Aplicativos de tradução de língua estrangeira podem ajudar.

Culinária espetacular

Pode se preparar porque a gastronomia russa surpreende! Entre os pratos mais comuns no cardápio estão pães, carnes e sopas. Vários deles vêm com o acompanhamento que leva repolho, beterraba e batata.

O café da manhã geralmente tem ovos, panquecas, pães e cereais. O almoço conta com sopa (entrada), prato principal e sobremesa. Entre os pratos mais tradicionais está a Borshch – a tradicional sopa de beterraba. Ela é preparada com creme de leite fresco e vem com legumes e pedaços de carne.

Arquitetura que impressiona

A arquitetura de São Petersburgo é realmente incrível. Os destaques são o Museu Hermitage, a Igreja do Sangue Derramado, o Palácio de Catarina e a Fortaleza de Pedro e Paulo. Conhecida por ser uma das primeiras cidades planejadas do mundo – o projeto foi desenhado por Pedro, o Grande (que deu a ela o seu nome) –, é admirada até hoje.

Há ainda outras construções majestosas na cidade, que tem um charme especial por conta dos canais que cortam a região. Grandes barcos levam os turistas em passeios para todos os lados e é possível avistar prédios históricos a todo momento. As belas pontes também são um atrativo à parte. O Palácio Peterhof, que conta com inúmeras fontes, também merece ser visitado, assim como as catedrais de Santo Isaac e de Kazan.

Festival das noites brancas

Esse é um evento conhecido mundialmente – vocês já ouviram falar? Milhares de pessoas se reúnem nas ruas e praças, em algumas noites durante os meses de junho e julho. A época é chamada de “sol da meia noite”, isso porque não escurece! É sério, nas noites brancas todo o período fica com a luz do pôr do sol clareando o céu.

A cidade conta com várias atrações nessa época. Tem queima de fogos, shows, passeios de barco. Muita coisa acontece durante toda a noite e a madrugada!

O fenômeno dá nome a uma das obras de Dostoievski – Noites brancas – o famoso escritor russo. As noites brancas ocorrem devido à localização geográfica de São Petersburgo, que tem uma latitude semelhante a do Alasca. As noites viram dias e milhares de moradores e turistas aproveitam essa incrível experiência!

Museu Hermitage

São Petersburgo é considerada a capital cultural da Rússia. O museu Hermitage é um dos maiores do mundo. Tem um acervo com mais de 3 milhões de peças e é composto por um complexo de vários edifícios históricos ao longo do rio Neva.

O prédio principal é o Palácio de Inverno, que foi a moradia oficial dos Czares russos até a queda da monarquia no país. Por isso mesmo, o próprio prédio já vale o passeio.

Toda primeira quinta-feira do mês a entrada é gratuita. No local, é possível ver obras de arte como pinturas, esculturas e objetos de decoração. Ainda, objetos pré-históricos, cerâmicas, armas, livros, moedas e joias. À noite, todo o complexo fica iluminado, o que garante uma imagem belíssima!

As duas Madonnas de Leonardo Da Vinci e o escritório de Nicolau – com uma belíssima biblioteca – estão entre os destaques do museu. Além disso, os tetos dos prédios são outra atração à parte!

Matryoshkas: as bonecas russas

Um dos símbolos russos, as bonecas matryoshkas me encantam! E elas são vistas em muitos espaços de São Petersburgo. Com origem baseada em um modelo do Japão, elas chegaram à Rússia no século XVII. A história conta que, em 1890, uma família de comerciantes foi presenteada com um boneco simbolizando um sábio budista. Usando a peça como modelo, o artesão Vassily Zuyôzdotchkin e o pintor Sergei Malútin criaram a primeira matryoshka russa.

O nome da boneca é uma variação da palavra russa “matryona” – derivada da palavra “mat”, que significa “mãe”. Confeccionadas em madeira, pintadas com motivos camponeses e muito coloridas, elas vêm, em cópia exata, umas dentro das outras, da maior para a menor. Também são confeccionadas no país as Babushkas – cujo nome quer dizer avó.

O significado da boneca, sempre no formato arredondado, é fazer uma referência ao amor e à maternidade. Ainda, relembrar a história das famílias russas, baseadas na mulher mais velha – a avó – passando para as próximas gerações (mãe, filha e neta) a cultura familiar. Que coisa mais linda!

Copa na Rússia

A Copa do Mundo 2018 começou no dia 14 de junho e segue até 15 de julho. São Petersburgo é uma das cidades-sede dos jogos. No total, são 32 equipes participantes. O evento tem cerca de 20 mil voluntários. O mascote da Copa da Rússia é o Zabivaka – um lobo –, que foi escolhido por meio de uma pesquisa on-line.

Além de São Petersburgo, o torneio será realizado em outras 10 cidades russas como Moscou e Samara. O custo estimado desta Copa é de US$ 20, 9 bilhões. Em São Petersburgo, os jogos acontecem no Estádio Krestovsky, que tem capacidade para 69 mil torcedores.

Fico muito feliz em dividir a experiência da minha viagem com vocês! O que acharam deste post? Deixem seus comentários.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.