Viagem para a Rússia: meus souvenirs favoritos

21 de agosto de 2018

Oi gente! No post de hoje vou falar sobre os melhores souvenirs que eu poderia ter trazido da Rússia.

Chocolate para adoçar a alma e as famosas Matrioskas para decoração de casa! 

Sobre o chocolate Russo:

Desde a época do Império e da União Soviética não era permitido adicionar ingredientes sintéticos ou manteiga que não fosse de cacau, sendo assim o chocolate era 100% natural. Essa é uma das razões pela qual o chocolate produzido na Rússia sempre foi valorizado pela sua qualidade.

Uma das marcas mais famosas da indústria de chocolate soviética e russa é a Alionka, produzido desde 1965.

O governo soviético via  necessidade de produzir um chocolate ao leite com um preço mais acessível.Na época existiu um concurso o qual escolheria entre as fotos enviadas aquela que seria a capa da embalagem do chocolate. 

A escolhida foi a filha de  de um pintor que trabalhava nessa fábrica de chocolate e tinha na época apenas 8 meses de idade.                  Nos dias de hoje é a filha de Stálin, Svetlana Alliluieva,  que representa o chocolate.

 

Existem também outros doces muito populares na Russia:

O Tchurtchkhela é um misto de nozes e suco de uva engrossado com farinha, importada da cozinha caucasiana.

Apenas após três meses pode-se consumi-lo pois é  quando adquire um sabor próximo ao chocolate. Dá pra acreditar?!  Possui grande quantidade de glicose e frutose, proteínas, ácidos orgânicos e vitaminas.

 

Maçã assada

Seu consumo regular  ajuda a melhorar o metabolismo, suavizar rugas e até na perda de peso.

É sem duvida o ingrediente natural insubstituível  de muitas sobremesas russas.

 

Somava

Antigamente esse nome  era usado ao se referir ao figo seco, como era muito caro um cozinheiro produziu com a junção de produtos locais uma “versão semelhante”  e mais em conta. 

Sua receita se baseava em frutas ricas em pectina como  ameixa, maçãs e marmelo chegando a um resultado parecido com marmelada e a pastilá.

 

Balas de soja

A fábrica Rot Front, fundada em 1826 produz as melhores balas de soja que você pode imaginar.

Na era soviética ouve a escassez de produtos manufaturados, o doce preferido de muitos alunos era sem duvida as famosas balas de soja que haviam em todos os lugares.

 

 

Matryoshkas: as bonecas russas

 Impossível ir embora sem levar ao menos uma para casa!

 

 

Um dos símbolos russos, as bonecas matryoshkas me encantam! E elas são vistas em muitos espaços de São Petersburgo. Com origem baseada em um modelo do Japão, elas chegaram à Rússia no século XVII. A história conta que, em 1890, uma família de comerciantes foi presenteada com um boneco simbolizando um sábio budista. Usando a peça como modelo, o artesão Vassily Zuyôzdotchkin e o pintor Sergei Malútin criaram a primeira matryoshka russa. 

 

O nome da boneca é uma variação da palavra russa “matryona” – derivada da palavra “mat”, que significa “mãe”. Confeccionadas em madeira, pintadas com motivos camponeses e muito coloridas, elas vêm, em cópia exata, umas dentro das outras, da maior para a menor. Também são confeccionadas no país as Babushkas – cujo nome quer dizer avó.

O significado da boneca, sempre no formato arredondado, é fazer uma referência ao amor e à maternidade. Ainda, relembrar a história das famílias russas, baseadas na mulher mais velha – a avó – passando para as próximas gerações (mãe, filha e neta) a cultura familiar. 

Eai gente, gostaram do post? Me contem o que acharam nos comentários!

 

Beijos,

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.